Category: Espaços Efêmeros

Praias Organizadas Please!

Chegar da Grécia e ir para as praia da linha é mesmo o fim da linha!

Portugal tem das costas mais bonitas do mundo, praias de meter inveja a qualquer um, e nos últimos anos até evoluímos bastante, mas no que diz respeito a acessos e organização temos de admitir que ainda temos muito para aprender com os Gregos. Três horas para chegar à Costa para ficar numas espreguiçadeiras de plástico é de loucos! (sim, foram mesmo 3h de viagem!). Na linha há uma fila mínima de espreguiçadeiras por baixo da Capricciosa, um cantinho com camas no Guincho, do lado oposto ao bar da praia, e pouco mais. A Comporta começa a organizar-se, mas não é mesmo aqui ao lado para se ir dois dias seguidos sem ter de ficar a passar o fim de semana, principalmente para quem gosta de dormir até tarde ao fim de semana e ir directo para a praia.

Não é que as praias gregas não estejam cheias como as nossa, não é que não esteja tudo em cima uns dos outros a ouvir a conversa do lado, mas o facto de o fazerem de forma organizada, com colchões de 15cm a 25cm de altura colocados em cima de espreguiçadeiras de madeira, faz toda a diferença. Os bares de praia são top e o serviço é excelente em todas elas. Em Pinky Beach chega ao ponto de haver um botão fixo ao pau da palhota para chamar os empregados.

Não acho que se devam organizar todas as praias portuguesas, até porque a beleza de muitas delas é o facto de serem selvagens, mas as mais frequentadas, e principalmente as da linha já mereciam outra decoração.

super-paradise-of-mykonos

Nammosr, Psarou beach, Mykonos, Greece 3

mykonos-nammos-2

platis-beach

mp1

pinky-beach

pinky-beach-mykonos

slide-1

namos-5

IMG_2433

mykonos-best-hotels-santa-marina-private-beach

Monarch-beach

Namos

Não é bem mais simpático que a nossa praia de Carcavelos, que com um areal imenso está cheia de chapéus de sol, de todas as marcas de gelados e cafés, e os apoios são quase zero?!?

783593

Dizem que em outubro começam as obras das estradas de acesso à Costa, que a nível de decoração felizmente está a evoluir bastante… a ver se alguém lá para os lados da linha se inspira e, além de parques de estacionamento, organiza as praias.

 

 

Óscares 2015 – 87ª edição

Quando se fala de Óscares o que regra geral nos vem à mente é: filmes, actores, e vestidos deslumbrantes, na minha não é excepção, mas há muito mais para além disso e passados os momentos do Red Carpet acabo sempre por me focar no outro lado da cerimónia. Para quem vive no mundo dos interiores, quando se fala em óscares o que se destaca são os cenários, a decoração e, durante a cerimonia, o palco que faz parte da arquitectura efémera que tanto gosto.

Todos estes cenários são espaços efémeros e de duração limitada, mas ainda assim são levados ao pormenor. Este ano não foi excepção e a cerimonia estava perfeita. Pavimento preto com um meio círculo gigante delimitado por óscares brancos que pareciam estar encastrados; “sois” em chapa metálica de diferentes tamanhos e texturas; candeeiros “pendurados” numa estrutura quadricular e estatuetas agrupada em altimetrias diferentes. Ao longo da gala criam-se vários ambientes a lembrar os filmes nomeados, e vão surgindo mini espaços efémeros como a Ponte Edmund Pettus de Selma, e o bosque para a actuação de Lady Gaga, antes da anunciação do Oscar de melhor banda sonora original. Cadeias de ADN iluminadas no interior em alusão ao filme A Teoria do Tudo, painéis gráficos alusivos ao The Grand Budapest Hotel, foram alguns dos cenários criados para a ocasião.

Quem não viu a cerimónia em directo aproveite agora, que já viu os vestidos em tudo o que é lado, para reparar nestes pequenos pormenores que fazem toda a diferença.

 

 

Amor e uma cabana!

Acredito piamente no amor, no amor verdadeiro, no amor incondicional, no amor eterno, e no amor que nos faz fazer as maiores loucuras. Mas nunca acreditei no amor e uma cabana. Nem que seja numa cabana na Polinesia Francesa, em cima da água, com todas as mordomias, internet, TV, room service e tudo isso. Enquanto este pseudo paraíso não estiver a 15 minutos da civilização, nunca vou acreditar nele. Duas pessoas juntas numa cabana o resto da vida, peço desculpa mas não aguento, por muito amor que exista entre duas pessoas passados 15 dias é 100% Boring… vá 30!

Acredito sim, que com um pouco de imaginação se podem criar as nossas próprias cabanas efémeras para momentos inesquecíveis. Momentos que nos marcam para sempre, e que recordaremos até morrer com muito amor… e algumas fotografias!IMG_0191-0.JPGIMG_0190-0.JPG

IMG_0196.JPG

IMG_0193.JPG

IMG_0197.JPG

IMG_0200-0.JPG

IMG_0204.JPG

IMG_0203.JPG